Floralterapia Original do Dr. Bach
5 de maio de 2020
Floralterapia Original do Dr. Bach

Um pouco da história da Floralterapia, seu precursor e suas reflexões, intenções e ações para produzir seu maravilhoso legado, tão atual e necessário nestes tempos de intensas mudanças que estamos vivendo.

Dr. Edward Bach graduou-se médico no University College Hospital, em Cambridge, no início do século XX. Muitos anos de pesquisa foram necessários para obter o conhecimento de que a saúde física depende do modo de pensar, dos sentimentos e emoções de cada pessoa, que saúde é ter harmonia e ritmo, pensamentos construtivos e felizes. Ele entendeu que era insuficiente dizer a uma pessoa angustiada simplesmente “pare de se preocupar, tudo vai passar, seja feliz”.

Na busca de um método que tratasse a causa das desordens que comprometiam a saúde das pessoas, tornou-se bacteriologista de destaque, mas comprovou que ainda era um método para tratamento do corpo e seu interesse era em tratar as pessoas. Uma de suas mais famosas frases: “trate a pessoa ao invés da doença”, confirma sua busca pela totalidade de cada ser, no tratamento voltado para a saúde integral, além da saúde apenas física. Simplicidade era a sua palavra-chave.

Dr. Bach ficou muito animado ao se deparar com Hahnemann, fundador da Homeopatia, pelo fato de os remédios serem prescritos de forma personalizada, observando as idiossincrasias de cada pessoa.

Foi então que ele utilizou seus conhecimentos como bacteriologista, isolou sete grupos da flora intestinal e preparou, de acordo com os princípios da homeopatia, o que é conhecido e utilizado ainda nos dias atuais, como Os Sete Nosódios de Bach. O objetivo dos nosódios era o de purificar o aparelho intestinal.

Nesta fase, Dr. Bach realizou a importante descoberta de que os pacientes que sofriam das mesmas dificuldades emocionais, necessitavam do mesmo nosódio para se restabelecerem, independente do tipo de doença física. Os resultados foram excelentes. Confirmou que a doença física era uma “consolidação de uma atitude mental.” Foi então que teve a certeza em dedicar a sua vida à busca de remédios naturais que auxiliassem as pessoas a superar seus pensamentos desqualificados e infelizes. Dr. Bach sabia que os remédios deveriam ser encontrados entre as plantas, árvores e flores, providos na natureza pelo Criador. Em 1930, encerrou suas atividades em Londres e foi viver no campo em busca de um novo método natural de cura. Suas incessantes buscas pelo conhecimento e provas científicas deram lugar a uma extrema sensibilidade de mente e de corpo. Para ele encontrar uma flor específica haveria de sentir e sofrer em si mesmo o estado mental negativo para o qual a flor seria indicada. Sairia pelos campos em busca da flor que lhe traria o retorno a sua paz e tranquilidade, bem como a cura física. Os remédios foram preparados por métodos simples pois as plantas selecionadas crescem acima do solo, sob a luz do sol e ao ar livre.

Dr. Bach catalogou sete grupos e distribuiu 38 remédios entre eles, de acordo com os seguintes estados mentais: para o medo, para a incerteza e indecisão, para a falta de interesse no presente, para a solidão, para a extrema suscetibilidade a influências e opiniões, para o desânimo e desespero e para a preocupação excessiva com o bem-estar dos outros.

A história completa do Dr. Edward Bach pode ser lida em As Descobertas Médicas de Edward Bach Médico, de Nora Weeks, sua assistente que o acompanhou em suas descobertas.
Este é o livro que mais gosto de ler e reler pela riqueza de detalhes, ele me faz viajar como se estivesse vivenciando a época das descobertas deste maravilhoso sistema que é a Floralterapia. Em próxima abordagem, falaremos de cada flor escolhida por Dr. Bach, suas indicações, histórias e curas.

Paz e infinitas bênçãos.

Sacola